Histórias de Firmeza

A ANJELIF quis conhecer a história das mulheres portuguesas. Todas as mulheres têm uma história única, na vida, no trabalho, na família, todas têm uma história de firmeza.

Procurámos, acima de tudo, conhecer mulheres inspiradoras com histórias reais que espelhassem os valores da nossa marca.

Ficámos a conhecer histórias de firmeza impressionantes de mulheres únicas e determinadas, e não foi de facto fácil escolher aquelas que se destacaram, o que comprova que cada mulher portuguesa tem uma história de firmeza.

Conheça as histórias dos três rostos vencedores Anjelif:

 

angelini-person-1

Teresa Ulrich

«Aos 30 anos sou mãe de 2 filhas, advogada e blogger. 
Esta é a minha firmeza.»
Casar, constituir família, mas não deixar o sonho de ser advogada… premissa e foco nesta mulher de apenas 30 anos, que mesmo assim arranjou tempo e criatividade para criar um blog e espelhar desta forma as suas convicções pessoais, legado que pretende deixar para as duas filhas.
Firmeza na vida. Firmeza na pele.

 

angelini-person-2

Carla Pinto

«Aos 40 anos criei a minha empresa num ambiente de crise.
Esta é a minha firmeza.»
O desafio de ter três filhos e, em plena crise económica, construir uma empresa que transforma as cidades em locais mais bonitos para viver, confere-lhe um cunho de firmeza, carácter de multiplicidade e determinação sem nunca esquecer aquilo que mais a caracteriza: o seu sorriso.
Firmeza na vida. Firmeza na pele.

 

angelini-person-3

Elsa Cunha

«Aos 50 anos licenciei-me em psicologia.
Esta é a minha firmeza.»
A perda de uma pessoa querida é uma prova de fogo à coragem e, acima de tudo, à firmeza. Superou um divórcio e contrariou o desemprego, que a apanhou de surpresa. Mas não se deixou vencer, decidiu ganhar asas e voar mais alto. E, aos 50 anos, teve a determinação de cumprir o sonho de uma vida: licenciar-se em psicologia.
Firmeza na vida. Firmeza na pele.